publicidade

publicidade

domingo, 31 de maio de 2009

HOMENAGEM TEM QUE SER EM VIDA

Ontem a noite estive no Mariano Hall, fui prestigiar meu querido Eduardo Gomes, que está em ótima fase junto ao novo Diário Regional.
Juro pela felicidade do meu filho que estive lá, única e exclusivamente com o intuito de parabenizá-lo e também rever pessoas que na correria do dia a dia, dificilmente esbarramos. Fui totalmente pego de surpresa com o chamado para receber o troféu de MELHORES DO ANO. Claro que fiquei feliz e muito agradecido, principalmente pelo fato de não esperar.
Mas como tudo que acontece em minha vida e faço em cima uma reflexão, vamos lá então: as homenagens são um incentivo ao ser humano continuar querendo ser melhor, não em se achar ser melhor que o outro, mas ser melhor que a si mesmo a cada dia, sempre dando o máximo que pudermos da gente e com isso, trazendo benefícios aos demais. Será que me fiz entender ?
Agora, vamos fazer isso em vida, como tenho procurado fazer também no Prêmio PERSONALIDADES JF, porque hoje em dia, na correria louca da vida, a gente morre hoje e logo amanhã quase ninguém mais se lembra.
No primeiro prêmio que fizemos do PERSONALIDADES, ainda me lembro bem do saudoso Rei da noite, Rafael Jorge, chegar ás lágrimas pelo que lhe falei. Mas será que ainda alguém se lembra disso ? Muito pouco ou quase nada se fala nele, porém o importante é que aquela emoção ele viveu em vida!
Tentei sugerir a Câmara Municipal passada alguma homenagem ao radialista Adair Mendes, morto por uma situação, onde mais do que nunca hoje, merecia alguma lembrança, nem que seja pra nome de rua. Fizeram? Nem confiança deram meus queridos leitores...
Como não quero ficar vivendo de lamurias, continuo então na produção do PRÊMIO PERSONALIDADES JF/2009, e quem sabe assim, vangloriar pessoas que com certeza, morrerão também, assim como eu.

sábado, 30 de maio de 2009

IMPORTANTE LEMBRANÇA!

Ontem, logo após postar a respeito do prefeito da cidadezinha de Guarani, que diminuiu seu próprio salário e de sua vice também, um leitor me fez lembrar a respeito de um caso semelhante aqui mesmo em nossa cidade: o recém vereador Castelar, também abriu mão do 14º e 15º salários a que os nobres edis daqui tem "direito".
Muito boa lembrança, amigo leitor!
Inclusive, depois desta atitude, me encontrei com o parlamentar Castelar e lhe parabenizei pessoalmente, porém, ressaltei que não deveria ter devolvido o calhamaço de dinheiro aos cofres públicos. Se fosse comigo, jamais faria isso. Eu jogaria numa boleira em pleno calçadão da rua Halfed, quem pegar, pegou, afinal, estaria apenas devolvendo da forma mais democratica possível, o dinheiro que já é do povo mesmo!!!

sexta-feira, 29 de maio de 2009

GUARANI DANDO O EXEMPLO PARA O BRASIL

Acabo de saber que o prefeito da minuscula cidade de Guarani, diminuiu seu sálario de R$ 8.000,00 para R$ 6.300,00.
Pode não parecer nada, financeiramente falando, mas a nível de exemplo, o cara deu um baile.
O que falta é isso, o que inconformo é que o mundo tá caindo na cabeça das pessoas, e os vereadores, deputados, prefeitos, etc, não abrem mão de um níquel de seus espantosos salários e muito menos de mordomias.
Na verdade, aquele deputado lá tava certo mesmo: estão se lixando pro que pensa a opinião pública.
Eu repito o que disse aqui mesmo outras vezes, teria vergonha de ser vereador aqui em JF. Só aceitaria, se não tivesse remuneração alguma. Zero de salário! E gostaria que todos agissem assim, mas é sabido que estamos muito longe disto acontecer.
Mesmo que eu fosse um membro parlamentar da Câmara de minha cidade, não ficaria impedido de exercer as atividades profissionais, assim como nenhum outro ficaria também. Então, o que justifica eu receber esta verdadeira fortuna para apenas dar idéias pra melhorar a vida de todos ?
Enquanto isto, só me resta parabenizar ao Sr. José Xavier (guardem bem este nome), prefeito municipal de Guarani, mais nada...

quinta-feira, 28 de maio de 2009

VOCÊ PODE NÃO ACREDITAR, MAS É VERDADE!

Uma das intenções deste blog, desde quando comecei, sem nenhuma pretensão de chegar até aqui, com a aceitação que tem obtido, é abrir meu coração!
Quando falo pra alguém que sou tímido, riem da minha cara: Léo Peixoto tímido, tais brincando, dizem. O fato de passar metade da minha vida apresentando em público, não significa necessariamente que sou um desinibido, acreditem. Podem ter certeza, uma coisa não tem nada haver com a outra.
Vou explicar melhor porque estou tocando neste assunto neste momento. Ontem, fiquei sabendo que uma pessoa que conheço, toma remédio pra controlar sua fobia social. Fiquei de cara ao saber que esta pessoa era, vamos dizer assim, insegura ao lidar com o público. Certa vez, eu ia em direção a mais uma Feijoada do CR, acompanhado do médico psiquiatra, hoje sub secretário de saúde do estado, Dr. Antônio Jorge Marques e ele percebeu que eu estava meio ansioso. Confirmei o fato e ele me falou a respeito dessa tal fobia social e me afirmou ter tratamento.
Confesso ter procurado o tratamento uma só vez e depois deixei pra lá. Sei que muita, mas muita gente mesmo sofre deste mal e cada um procura se safar como pode. Conheço um que pra encarar encontros sociais, tem que dar uns 4 tapinhas num baseado, conheço outro que tem que encarar altas doses de whisky, isso sem falar em outras alternativas adotadas que prefiro nem revelar aqui, entende ?
Eu, estou resolvendo este "problema" lutando contra ele. Encarando de frente. Me firmando e tentando sempre melhorar minha auto-estima. E tem dado certo! Claro que um birinightzinho ajuda, ôôôôô...e como!!!!
Outra coisa a se lembrar, muitos famosos, também se auto denominam tímidos, como por exemplo o cantor Roberto Carlos. Vai entender o porque desse artista, endinheirado, conhecidíssimo e tudo mais, ser tímido. Se ele é, eu posso ser também, ora bolas.
O certo é que quando entro em cena, seja onde for, tudo passa. Encaro desde uma plateia de adolescentes pentelhos a uma outra de vips vips, ou seja ela qual for, e geralmente é assim com todos os artistas.
Claro que nem todo mundo profissionalmente precisa encarar um público, mas o fato de ter que estar em qualquer ambiente com mais gente o deixar meio tenso, é normal.
Concluindo: o que não vale é fugir do convívio com o ser humano, se isolar feito um eremita. Definitivamente, não será a melhor opção!!!

SINAL VERDE

Ontem a noite estive com um dos diretores da empresa que muito acredita na iniciativa do Prêmio PERSONALIDADES JF. Foi o primeiro contato que fiz com a EWCOM ENGENHARIA, empresa sediada aqui mesmo na cidade, mas que atualmente vem focando seu trabalho no sul do Brasil. Para nossa alegria, me afirmou que as portas continuam abertas para o patrocínio deste evento. Começamos bem e vamos seguir adiante, afim de mais uma vez, viabilizar esta festa que cresce a cada ano!

terça-feira, 26 de maio de 2009

AUTO ANÁLISE

Só agora estou sentindo que este blog vem pegando o ritimo daquele meu outro que foi apagado por "alguém" que não gostou de alguma coisa que escreví.
Vários são os fatores que me levam a crer, que de agora em diante, pegaremos uma fase legal de retorno pelo trabalho que desenvolvo aqui. Principalmente porque, até uns amigos particulares meus, que detestam leitura, estão adorando ler minhas opiniões, que são escritas, da mesma forma que me comunico em qualquer outro meio: leve e direta, sem querer escrever dificil e com vocabulário que só os dicionários decifram.
Outra coisa que me chama a atenção, é que os comentários sobre o que escrevo, vem via telefone, e-mails, orkut, pessoalmente e até recado através de terceiros, menos no local reservado para "comentários", colocado ao "pé" de cada texto redigido. Acho que as pessoas tem a imprensão, que não leio meu próprio blog, deve ser isto!
De qualquer forma, estou satisfeito com a audiência do LÉO PEIXOTO INFORMA, visto que não sou dono de jornal, rádio e muito menos televisão...

domingo, 24 de maio de 2009

OS ÚLTIMOS SUSPIROS DOS RADIALISTAS EM JF

Quando eu era menino, ouvia por tabela minha mãe ligada nas rádios de Juiz de Fora. Os radialistas naquela época eram verdadeiros ídolos da cidade.
Ainda me lembro agora de alguns nomes que faziam muito sucesso naquele tempo: Claudiney Coelho, Cláudio Temponi, Helena Bittencourt, Alberto Bejani, Adair Mendes, Gil Horta, Mário Helênio, Ronaldo Mineiro e tantos outros que me falham a memória.
Talvez sem querer, fiquei influenciado por tudo aquilo e resolví seguir o caminho da comunicação. Porém, o tempo passa e sinto que, lamentavelmente, a classe vem desaparecendo pouco a pouco.
Hoje em dia, poucos são os grandes comunicadores que ainda estão no ar. Não tenho ouvido o Márcio Augusto nos últimos dias (tomara que esteja apenas de férias ou estou desatualizado) e o que ainda reina quase absoluto no momento, é o meu grande e querido amigo Léo de Oliveira, nas manhãs da Globo.
Creio, que a única chance de abrirmos novos caminhos neste ramo, seria uma concessão de um canal de rádio, dirigido por profissionais da área, numa forma de cooperativa. Esse negócio de gente que não é apaixonado pelo microfone comandar programações radiofônicas, não tá dando certo, eu acho!

sábado, 23 de maio de 2009

PROGRAMAÇÃO TELEVISIVA LOCAL, EIS A QUESTÃO

Lamentavelmente, nossa cidade está na contra-mão quando o assunto é produção de programas de televisão feitos aqui mesmo.
Antigamente, nos tempos da TV Industrial, quando os recursos eram menores em todos os sentidos, produzia-se mais do que hoje em dia. Certo, é que as pessoas gostam mesmo é de ver o que acontece em sua própria aldeia. Programas locais é garantia de audiência e como dizia meu amigo radialista Carlos Augusto (o Guto), as pessoas vêem até pra poder falar mal.
Infelizmente, parece que estamos andando para trás nesta área. Até não muito tempo atrás, tinhamos a própria TV Tiradentes, com vários programas feitos aqui mesmo, isso sem contar a TV Plural, que também fiz parte e a TV Visão, que produziram várias horas de programação totalmente local.
Tá faltando apenas incentivo e menos olho grande apenas no lucro, pois facilitando a locação de horários, seria bem melhor que meramente reproduzir um outro programa transimitido lá de longe, dos grandes centros, que pouco tem a ver com a nossa realidade.

sexta-feira, 22 de maio de 2009

EU PRECISO DE SUA OPINIÃO, ME AJUDE, ME AJUDE, ME AJUDE!

Estamos entrando na fase mais delicada de qualquer evento. A de totalização do custo geral para o acontecimento do "6º PRÊMIO PERSONALIDADES JF/2009". Claro que em época onde só ouvimos falar de crise, não podemos pendurar as chuteiras no mole. Preciso mais do que nunca, usar a criatividade, afim de promover o melhor espetáculo, com o mínimo possível, vide a pão-duragem que rola quando se procura patrocínio em Juiz de Fora, lamentavelmente.
Bom, enquanto o material gráfico não fica pronto, faço um apelo aqui aos meus amigos leitores, que estão sempre visitando, mas não estão votando na mesma proporção, através do e-mail disponível para elegermos os homenageados deste ano. Então, mais uma vez, solicito que nos envie até 5 nomes de pessoas que merecem o título de PERSONALIDADE DE JF, pelo que de bom representam em nossa cidade, para:
Obrigado, desde já!

quinta-feira, 21 de maio de 2009

PACIÊNCIA, MAIS NADA POR ENQUANTO...

Merece uma reflexão o trânsito de nossa cidade. Acontecem coisas aqui que nunca ví em nenhum outro lugar do mundo. Por exemplo, a pista da esquerda, teoricamente criada para maior velocidade, não é utilizada para tal. A lerdeza predomina de maneira muito curiosa, parece que tá todo mundo só passeando. Outra coisa, se você der uma piscadinha no farol na traseira de outro veículo, o que deveria significar um "dá licença", aqui soa como uma afronta e aí que o motorista emperra mesmo a sua vida.
A última vez que estive no Rio de Janeiro, eu estava a 120Km e tinha um já piscando quente atrás de mim, porém lá, a velocidade mínima, seria vista como um racha aqui em JF. Isso sem falar de madrugada, que com as pistas vazias, param nos sinais vermelhos. Não estou pregando aqui uma desobediência geral nas regras de trânsito, mas um pouca mais de espírito de cidade grande, onde o dinamismo impera e atrapalhar o caminho do outro é visto como um crime.
Nem vou me prolongar lembrando filas duplas em porta de escola, aquele que tem o carro melhor se sente no direito de parar em qualquer lugar, paradinha "rápida" em vias de trânsito pesado pra mulher descer, etc,etc,etc...

segunda-feira, 18 de maio de 2009

COLUNA SOCIAL OU PÁGINA POLICIAL ?

Estou estupefato!!! Chamem por favor o Samu, a Swat, a Pastoral Paroquial, enfim, todos que podem me ajudar nesta hora em que me falta quase o ar...
Acabo de ler em uma página da internet, a seguinte informação:
"Representantes da classe dos professores da rede municipal de ensino, com horário marcado com o atual prefeito da cidade, afim de discutirem o impasse da greve que se alonga, tiveram que dar meia volta, em virtude da visita de Romário."
Gente do céu, se isso realmente aconteceu, PÁREM O MUNDO QUE EU QUERO DESCER!
Fico até a querer entender se isto partiu de uma coluna social ou de uma página policial, me ajudem a entender o caso.
Resolví repercutir isto aqui, por achar isso o fim da picada. Creio que mais gente deveria incorporar este fato e querer saber a fundo esta história.
Não posso acreditar que mais uma vez vamos nos calar diante do poder que a prefeitura exerce sobre os vários segmentos da cidade, principalmente por esmolas publicitárias.
Clamo por esclarecimentos!

domingo, 17 de maio de 2009

A MÁFIA DOS BOLÕES EM JF

Muito recentemente, tive a chance de conhecer um novo instrumento de captação de dinheiro fácil em minha querida Juiz de Fora. Não tenho nada contra a ganhar dinheiro, muito pelo contrário, adoraria faturar no mínimo umas 100 vezes mais do que entra pra mim no momento. O que discordo, e disso não consigo abrir mão, é a forma que se inventa para tal.
Começa a crescer, mesmo que ainda de forma bem discreta. uma nova picaretagem por aqui. Como o chamado "bolões" de jogos da Caixa Econômica Federal.
Jogar em Lotomania, Sena, Timemania. Megasena, entre outros do gênero, é legal no Brasil. Até aí tudo bem. Mas como todo jeitinho brasileiro, já teve gente que "inventou" uma maneira de levar alto em cima, como por exemplo os chamados "bolões", onde se aglomera um monte de gente a se apostar num determinado jogo qualquer, preferencialmente na Mega.
Estão ligando pra casa de um montão de gente, oferecendo estes "pacotes" de apostas, por um preço de até 150% ou mais, do valor real, se realizado numa lotérica qualquer. Como se dispõe a entregar o "bolão" na residência ou trabalho do "cliente", a pessoa quase nunca percebe a malandragem do negócio: o chamado número de cotas. Por uma aposta mínima de R$ 10,00, a pessoa participa apenas com 4 cotinhas magras, num universo de até 1200 cotas num total. Ou seja, se alguém chegar a ganhar algum prêmio, o que nunca acontece, na hora de pegar o valor correspondente, o apostador pode chegar a levar a espantosa quantia de R$0,20. Isto mesmo que você está lendo: vinte centavos!
E atenção, o público alvo preferido dessa máfia, são senhoras, aposentados e viciados em jogar.
Talvez você ainda não tenha "caído" neste golpe, mas pode conhecer alguém que vem alimentando esta farsa. Então, vamos mais uma vez, desmantelar essa turma novamente. Começa então mais uma campanha: FORA OS HASENCLEVERS* DA VIDA!!!!
*nome de um "conhecido artista" fluminense, que com sua talentosa cara de pau e esperteza, faturou barbaridades nesta cidade do interior mineiro.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

POINT DAS PERSONALIDADES

Estive no lançamento do livro O Colunista, do amigo Cesar Romero.
Entre tantas coisas a comentar, resolví destacar o prazer de encontrar tantas PERSONALIDADES DE JF num só lugar. Na correria do dia a dia, dificilmente encontramos estas notáveis pessoas, que afinal, estão correndo atrás de fazer Juiz de Fora acontecer.
Infelizmente, ainda são poucos os eventos que conseguem reunir este grupo genial num só lugar, e claro, Cesar consegue fazer isso com maestria.
Acho até que esta cidade merece umas outras e outras situações pra reuini-los mais vezes, tal é a enorme satisfação no contato.
Mas enquanto isto, vamos aproveitar as que já existem, como a Noite de Gala, do também prestigiado colunista, Eduardo Gomes, no Mariano Hall.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

O BARATO SAI SEMPRE CARO MESMO...

Outra coisa que sou paranóico, é por números. Na TV queria saber o tamanho de minha audiência, no rádio o nº de telefonemas no horário do programa, nos eventos o tamanho da platéia e... aqui na internet, o nº de visitas dia a dia.
Porém, já fazem uns dias que o contador não funciona. Deve ser por que é de graça....rs...rs....

terça-feira, 12 de maio de 2009

MAIS UM PONTA-PÉ INICIAL

Tem coisas que incomodam a gente. Mas tem coisas que incomodam muito mais. Confesso que não sou portador do T.O.C., mas em certas ocasiões tomo atitudes que vão de encontro àquilo que não acho correto.
Por exemplo, houve um período aqui na cidade, que proliferaram "agências" de modelos, que faturaram barbaridades em cima da ilusão da garotada. Criando uma expectativa em meninos e meninas, de que gastando seu dinheirinho alí, teriam "chances" de "brilhar" no milionário mundo da moda. Não deu outra, comecei a "abrir os olhos" da cidade via TV e em seguida via rádio, daí com o tempo foram desaparecendo...
Assim também o fiz em outras situações. Claro que não estou aqui me auto - medalhando o "salvador" contrário as picaretagens. Mas quando se bate numa tecla, principalmente em veículos de comunicação em massa, um vê, conta pra um outro, que conta pra outro, que pra outro e outro...
então, se o assunto de verdade for uma balela, a casa acaba caindo.
Tanto é que hoje em dia, Juiz de Fora já está vacinada contra essa turma de bandidos, que vinham apenas a explorar a ingenuidade de nossa gente
Teve até o conhecido caso no meio, do "famoso" artista Hasenclever da novela global Malhação, que desempenhou vários papéis na poderosa emissora, que ninguém nunca viu, mas conseguiu enganar bastante gente com sua estorinha. Isso pra não ficar aqui "desenterrando defuntos" e relembrar tantos outros...
Bom, mas a moral de tudo isso que começo a narrar aqui, será que em breve (mas breve mesmo), começarei a denunciar mais uma MALANDRAGEM que estão implantando por aqui, sem que quase ninguém perceba, porém, já estão ganhando fábulas de dinheiro...
Me aguardem!!!

domingo, 10 de maio de 2009

A CAMPANHA ESTÁ APENAS COMEÇANDO

Já começamos a receber os primeiros votos indicando as PERSONALIDADES DE JF que serão homenageados este ano.
O aquecimento mesmo da votação, acontecerá dentro de poucos dias, quando começará a ser distribuído a toda imprensa, material gráfico do evento.
Enquanto isto, solicito a você, que me concede a grata satisfação de ler este blog, que também dê a sua opinião, enviando até 5 nomes para o seguinte e-mail:
personalidadejf@oi.com.br

Como sempre, conto com vocês!!!

sábado, 9 de maio de 2009

DAI A CESAR O QUE É DE CESAR

Bateram adoidado no tal deputado lá que disse estar se lixando pra opinião pública. Disse também que não adianta a imprensa bater, que depois o povo vai e os reconduzem aos tão almejados cargos eletivos.
Não entendí direito tamanha revolta. Ele só disse a verdade. Com honrosas exceções, a classe política pouco se lixa mesmo pro o que o povo tá pensando. Por exemplo, se se preocupassem mesmo, não acham que os nossos vereadores não teriam apoiado a proposta do Castelar de cortar regalias absurdas ?
Quanto ao povo os reelegerem mesmo com a imprensa mostrando as pilantragens, é um fato cosumado. Vide Fernando Collor, Paulo Maluf e o Bejani no ano que vem...

sexta-feira, 8 de maio de 2009

A INFLUÊNCIA DO OSCAR NO "6º PRÊMIO PERSONALIDADES DE JF/2009"

Nunca escondi de ninguém que a noite de entrega do prêmio PERSONALIDADES DE JF é uma espécie de réplica da glamourosa cerimônia do OSCAR. Salvo as devidas proporções, lógico, a emoção de participar deste evento é inigualável. Tudo é montado para dar o ar de expectativa e grande emoção a participação dos homenageados. Como não gosto de seguir roteiros, fazemos tudo de forma a deixar a festa acontecer o mais natural possível e as surpresas acontecem a todo instante.
Já faz alguns anos, gostaria de ter realizado este evento num dia de domingo, mas meu fiel escudeiro Edgar Ribeiro, sempre me tirou de ideia. Mas este ano vou seguir em frente em dar mais um tom ao PERSONALIDADES em relação a Hollywood, vou agendar este inesquecível encontro para uma noite de domingo. Acredito nesta ideia!!!

quinta-feira, 7 de maio de 2009

POR QUE SÓ AGORA ?

Reflitam comigo: por que a atual administração de nossa querida JF não concedeu antes o devido aumento ao funcionalismo público?
O boi de piranha Vitor Valverde colocou o tempo todo a cara a tapa pra dizer que era impossível dar reajuste a categoria. Só depois do estardalhaço que o sindicato fez, deixando a cidade suja e parada, eles resolvaram dar o tal aumento.
Quiseram simplesmente economizar em cima do sacrifício do pobre trabalhador. Tanto excesso nas regalias de tanta gente que mama nas tetas do governo.
Aí agora apareceu o dinheiro que disseram não existir e o salário subiu. No mínimo, no mínimo, são uns "boca ruim".

terça-feira, 5 de maio de 2009

NO REFRÃO: "EU QUERO MAIS É FAZER AMIGOS E SER FELIZ DAQUI PRA FRENTE...".(bis)

Sem dificuldade nenhuma, tenho um ótimo relacionamento com aqueles que fazem notícia em Juiz de Fora. Trato-os cordialmente, por saber que são pessoas fundamentais numa cidade como a nossa, além, claro, de termos um time, que em minha opinião, só se destacam por seus méritos próprios e talento, mais nada. Conheça então minha história com alguns deles, que hoje brilham em nosso universo social:

César Romero: dispensa mais comentários, pois acabei de publicar uma postagem inteiramente falando dele;
José Luiz Magrão: meu amigo desde quando frequentavamos os corredores da extinta TV Tiradentes, ambos com programas no ar e sempre esbarrando por aí com o mesmo carinho um pelo outro;
Eduardo Gomes: Impossível não reconhecer o espaço conquistado por este moço, que o conheço intimamente desde as páginas do jornal Transas & Transas;
Celso Noronha: simplesmente meu padrinho de carreira, um dos maiores responsáveis por tudo o que ainda tenho dentro de minha própria cidade;
Cacá Salermo: um capítulo a parte, pois é o que mais me aproximei no campo pessoal, daqueles que sabem de tudo da vida um do outro;
William Xavier: a explosão do momento. Talento já reconhecido em outras áreas, em plena ascenção na versão televisiva. Um caso de um ir com a cara do outro, gratuitamente!;
Ricardo Cavalcanti: o respeito e o carinho que temos mutuamente um pelo outro, já diz tudo;
Monica Mendes: minha patroa, trabalhei em seu programa, chegando a substitui-la em matérias onde não podia cobrir. Aprendí muito naquele período e pra mim, ela é inesquecível;
Maria Angélica Estiguer: pessoa que sempre respeitei e falo em qualquer lugar que admiro e não tenho uma vírgula a reclamar dela comigo;
Douglas Fazollato: fui coléga de colunismo no saudoso jornal Transas & Transas, onde cada um escrevia uma página. Hoje, mesmo ele emprestando seu potencial em outra área, a amizade persiste;
Rodrigo Tinti: amigos desde adolescentes, nos idos anos da geração Mixto Quente.

Isso sem contar nos novos que aí estão se apresentando e que merecem todo meu apreço e amizade também, além da turma do rádio, que se fosse nomear, com certeza esqueceria alguém, pois a galera é grande e mais tantos outros da TV e dos mais diversos meios. De minha parte, meus braços estão sempre abertos e pronto a estender a mão a até aqueles que por um motivo ou outro, encontram-se em caminhos opostos a mim, se é que tem ?
E vamos todos nos encontrar, em breve, se Deus quiser....

segunda-feira, 4 de maio de 2009

FLANELINHAS: ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE!

Não foi apenas uma vez que já expus aqui o problema da "classe" dos flanelinhas em Juiz de Fora. Os caras são terríveis, fazem sim chantagem pra pegar nosso dinheiro ao colocarmos os veículos nas ruas, que são lugares públicos. O problema nem é somente a grana, mas é o tipo de "trabalho", que além de ilegal é totalmente inútil. Essas pessoas tão caminhando e andando pra segurança dos carros, minha gente. Chegam a tamanha ousadia de pedir o adiantamento do pagamento. Certos locais chegam ao cúmulo de cobrar até a cifra de dez reais cada um.
Isso tudo acontece sem nenhuma proteção das chamadas autoridades competentes. Até eu ler nesse fim de semana nos jornais, que um cidadão lá no bairro de São Mateus, mandou bala num flanelinha. Claro que não vou pregar o extermínio dessa raça via armas de fogo, mas que isso já é um sinal de que muita gente já não os suporta mais, isso é...
Vai esperar matar mais um pra poderem tomar alguma atitude pra regulamentar esse abuso ? Espero que não seja eu o próximo algoz, claro!

sábado, 2 de maio de 2009

EU E A FEIJOADA

Começa a expectativa na contagem regressiva para mais uma edição da famosa Feijoada do César Romero.
Se tem alguém que ainda não sabe, este importante colunista social, ocupa uma posição admirável na sociedade Juizforana. Não só para mim, mas como para muita gente, tudo conquistado a base de trabalho e principalmente, de ética.
Quando caí de para quedas no mundo social, eu era e ainda sou uma baita admirador das conhecidas PERSONALIDADES DE JF, e o César para mim era um dos meus ídolos, digamos assim. Logo quando fui para a televisão, e no meu primeiro convite para uma festa da society, dei de cara com ele, e pra minha maior satisfação, veio até mim para cumprimentar-me sobre minha desenvoltura ao apresentar um programa de auditório. Eu que já era fã, fiquei mais ainda!
O tempo passou e fui visitar pela primeira vez sua já tão falada Feijoada e por lá encontrei quase todas pessoas que no passado eu só as via nas páginas de jornal. Foi uma experiência muito interessante a época e confesso que deu uma vontade louca de me fazer sempre presente, principalmente pra trabalhar naquele evento tão prestigiado.
Passado muito pouco depois, fui contratado pelo Grupo Solar pra junto com meu amigo Edgar Ribeiro, produzir e apresentar um programa popular no Teatro Solar. Além de uma ótima experiência, Edgar me indicou ao próprio Romero, meu serviço de animador, pra realizar o seu tradicional Festival de Prêmios da Feijoada. Logo de cara ele topou e até o ano passado estou, com muita alegria e honra, participando dentro de minha forma de atuar.
Digo tudo isso, pra esclarecer o que em mais um ano volta a acontecer: é só ir chegando o momento desta festa, muitos começam a me perguntar se serei eu quem apresentará os sorteios. Claro que de minha parte, estarei sempre a disposição, por todos os motivos que já mencionei e por tantos outros que poderia citar também, porém, já me sinto realizado em ter meu nome registrado nesta história e daqui pra frente, assim como sempre foi, pra mim, só é lucro.